segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Grunge

Quem pensa que o Grunge está acabado por causa da morte de Kurt Cobain está enganado. O grunge vive em nossos corações e em bandas como Pearl Jam, The Melvins, Mudhoney entre outras.

O Movimento Grunge de Seattle surgiu no final da década de 80, quando era necessário para o rock´n roll surgir um novo ritmo autêntico, emocionante, despojado e que atingisse os corações dos mais "undergrounds" aos mais "pops".

 
O movimento grunge era contra todos os padrões e rótulos e, por isso mesmo, os caras do meio musical de Seattle de tanto “não ter estilo definido” acabaram, ironicamente, criando um estilo.

Grunge se tornou comercialmente bem-sucedido na primeira metade da década de 1990, Bleach de 1989, foi o primeiro cd do Nirvana, é a "origem" para uma sequência de lendários álbuns de bandas como Alice in Chains, Soundgarden, Pearl Jam e o inesquecível Nirvana. Destacando ainda o álbum Nevermind - Nirvana (1991), Ten - Pearl Jam (1991) como um dos melhores CDs de rock de todos os tempos.

O sucesso dessas bandas impulsionou a popularidade do rock alternativo e grunge feita a forma mais popular de música de hard rock da época. No entanto, muitas bandas grunge estavam desconfortáveis com esta popularidade. Embora a maioria das bandas grunge tinham dissolvido ou sumiu de vista do final dos anos 1990, a sua influência continua a impactar de rock moderno.

Pearl Jam - Rearviewmirror (Youtube)

Um comentário:

  1. sou grunge vivo grunge eternamente
    ser grunge faz parte do meu dia dia
    apenas tenho a dizer :live grunge...

    ResponderExcluir